domingo, 7 de março de 2010

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

SAÚDO todas as mulheres deste imenso País, neste Dia Internacional da Mulher.
Principalmente aquelas que servem ao Senhor e O adoram em espírito e em verdade.
Saúdo as mulheres que não hesitaram em sofrer as aflições de um parto, a fim de sentirem a glória da maternidade.
Saúdo as mulheres que suportaram o peso de sustentar uma família, quando ocorreu a perda do esposo querido. Não fizeram da viuvez uma tragédia, senão uma oportunidade de serem heroínas da vida.
Saúdo as mulheres que amargaram o dissabor de verem seus filhos descambando para uma vida desregrada, mas nunca perderam a calma, nem a paciência e nem a esperança, orando e chorando, lutando e orando, até que viram o filho pródigo regressar ao lar.
Saúdo as mulheres que após haverem derramado torrentes de lágrimas diante do esquife de um filho que se foi, souberam reerguer-se para continuar a vida e não se entregaram ao desespero, mas foram consoladas pelo Senhor.
Saúdo as mulheres que souberam manter o equilíbrio em momentos de penúria financeira e ao invés de se atirarem a um canto para chorar as mágoas, usaram todo o seu espírito criativo para encontrar um meio de ajudar o marido na luta pela sobrevivência.
Saúdo as mulheres que encontraram tempo suficiente para se movimentarem entre o Lar e a Igreja, sendo fiéis a ambos, nunca deixando de adorar o Amado Senhor, nem jamais faltando aos compromissos de esposa consciente e piedosa.
Saúdo as mulheres que na sombra do anonimato projetaram as luzes de seu amor, ajudando obras sociais e humanitárias, onde quer que possível fosse.
Saúdo as mães que se deixaram emagrecer, a fim de que os filhos engordassem, oferecendo-lhes o testemunho do sacrifício, enquanto se envolviam na majestade imperecível do sublime manto do perfeito amor.
Saúdo as mães do passado, que deixaram um precioso legado para as mães do presente.
Saúdo as mães do presente, que diuturnamente constroem pontes para o futuro, enquanto se abastecem das lições imorredouras do passado.
Saúdo a minha mãe que aos noventa anos de idade ainda me chama de criança e me oferece o sorriso que tem sido a marca de quase um século de vida com Deus.
Saúdo a minha esposa querida, que dedicou os melhores anos de sua vida para Deus e agora sente a ausência de saúde no seu corpo, porque a ofereceu em troca da de nossos filhos.
Saúdo as mulheres que pregam e que oram; que choram e que intercedem; que lutam e que vencem; que batalham sem desanimar, que avançam sem recuar, que somam sem jamais diminuir.
Saúdo as mulheres jovens, que se inspiram nas mais vividas.
Saúdo as mulheres da melhor idade, que jamais esquecem aquelas que não faz muito tempo iniciaram seu labor.
Saúdo as Déboras e Huldas, as Saras e Anas, as Marias e Abigaís,
guerreiras valentes, esposas inteligentes, profetizas prudentes, mães abnegadas, instrumentos a serviço do Senhor, flores que não murcham, ribeiros que não secam, primaveras constantes, bênçãos de Deus para todos nós.
Sejam as mulheres de Deus abençoadas por Ele com toda sorte de bênçãos. Hoje, amanhã e sempre.

4 comentários:

Eline disse...

tio paz tb? nossa que lindo o que o senhor escreveu sobre o dia da mulher que DEus continue lhe usando o senhor e uma bencao pra nos
paz
Eline Sousa

gisarodam disse...

Como não ser tocada por palavras tão lindas e sinceras? Pastor o Senhor é uma benção para os cristãos e com certeza para sua família. Que Deus continue o inspirando e o moldando para ser um abençoador.

IGREJA MISSIONÁRIA CANAÃ disse...

Paz seja contigo! Através do Sr. Deus tem me falado e ensinado, mesmo a distancia. Que o Eterno continue ilumunindo as nossas vidas através deste instrumento vivo, Pr Geziel.
Seu servo Pr. Jose Geraldo- Duque de Caxias RJ.

Godói211 disse...

Belissima saudação as mulheres!!! Um poema...