quinta-feira, 25 de junho de 2009

EP, JC e MJ

Três personagens que fizeram história.

O primeiro deixou esta vida há 29 anos. O segundo, há dois milênios. O terceiro acaba de ir, aos 50 anos de idade.

Um de seus assessores declarou que ele ultimamente estava praticando sua autodestruição.

O primeiro viveu sua infância assistindo a Escola Dominical e aprendeu muito a respeito do plano da salvação e da necessidade de viver para Deus.

Alcançou fama, riqueza e grande projeção nos meios artísticos, tal como o terceiro. Foi cognominado de rei do rock. O terceiro foi chamado de rei do pop.

Ambos, porém, se embriagaram torpemente diante dessa auréola de fama e de conceito mundial e descambaram para uma vida sem Deus, sem santidade e sem paz.

O terceiro chegou a possuir considerável fortuna, estimada em milhões de dólares. Jovem, não teve sabedoria para construir sua própria vida sobre a Rocha e encheu seu currículo de ações as mais distintas. Fantasiosas, a princípio. Reprováveis, depois. Vergonhosas, por último.

O segundo nasceu em uma manjedoura, morreu em uma cruz aos trinta e três anos e jamais se envolveu com o pecado.

Enquanto o primeiro e o terceiro conduziram milhões, especialmente jovens, ao delírio inconsequente, à superficialidade de vida e ao prazer no pecado, o segundo amou, perdoou, abençoou, libertou e curou a todos quantos dele se aproximaram.

A imprensa noticiou a respeito do terceiro que ele investiu milhões para alterar a cor da epiderme, bem como gastou outros milhões para defender-se de um processo em que era acusado de pedofilia. E assim por diante.

Enquanto o inferno se abriu para receber os dois das extremidades, o Céu se engalanou ainda mais para receber o segundo, porque de lá viera e para lá estava voltando.

Por que nesta crônica Ele ocupa o segundo lugar?

Porque assim é mencionado quando nos referimos à Trindade. Melhor dizendo, porque seu verdadeiro lugar é no meio.

No meio dos discípulos, no meio da Igreja, no meio dos castiçais.

Até para morrer, escolheu o centro.

Ele é o centro que os dois rejeitaram, embora dele tivessem ouvido falar vezes sem conta. Por essa rejeição, existirão eternamente ao lado de seus fãs. JC viverá para sempre no Céu, rodeado e aclamado por seus adoradores.

O tempo esquecerá o terceiro, como já esqueceu bastante o primeiro.

O segundo, todavia, será cada vez mais amado, mais lembrado, mais exaltado, mais reverenciado e mais adorado. Agora e na Eternidade.

Uma diferença crucial é que somente o segundo merece ser imitado.

Na eternidade, EP e MJ lamentarão para sempre o erro imperdoável de haverem trocado o permanente pelo passageiro, a vida pela morte, o santo pelo profano, o céu pelo inferno, Deus por Satanás.

Lá, o eco dos aplausos que receberam na Terra somente aumentará sua dor e multiplicará sua agonia, visto que com seu talento jamais tiraram uma só alma do desespero, jamais apontaram para uma única pessoa o caminho do Céu.

As multidões que encheram as ruas para chorar o primeiro certamente chorarão outra vez para lamentar a ausência do terceiro.

Quanto ao segundo, que na verdade é o PRIMEIRO entre tudo e todos, as multidões se alegram hoje e se alegrarão para todo o sempre com a eternidade de sua vida, com a sublimidade de seu amor, com a majestade de sua graça e com a santidade de seu exemplo.

Fique bem claro que não tenho, nestas linhas, a pretensão de desonrar a memória de quem quer que seja. Desejo, tão somente, exaltar a Pessoa de Cristo e realça Sua sublimidade diante de todos os seres humanos.

Quando pensarmos nos dois pensaremos na inimaginável profundidade das regiões para onde foram levados.

Sempre que pensamos em Jesus Cristo, regozijamo-nos pelas alturas gloriosas onde está o Seu Trono e de onde continuará a reinar sobre todo o Universo. Ele foi, é e será o Rei dos reis.

Para sempre e sempre.


 

8 comentários:

Ev.Erisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ev.Erisson disse...

Paz do Senhor Pastor Geziel, Admiro a sua forma de sempre e qualquer circunstância exaltar o nome de Jesus Cristo e a forma de conseguir incluir o Evangelho em diferentes assuntos a qual o mundo está enfocado, para aqueles que ainda não decidiram a qual caminho seguir, e sabemos que o melhor caminho é JC.

ana disse...

Simplesmente digno de primeira capa de quaisquer jornal desse mundo!!!

Se a razão da vida de alguém está nos seus bens ou nesta vida, ou na glória mundana, certamente os males só se avolumam, visto que a incerteza e as perdas são a tônica deste mundo e da materialidade; se a razão da existência de uma pessoa está no seu status social, com certeza há o que temer, pois a glória desse mundo é efêmera e passageira. Porém, se o que realmente importa para alguém está além, firmado em Jesus Cristo no tempo eterno, não há o que temer.

Para sempre seja louvado Jesus Cristo, ELE é o Rei da Glória !!

TABERNÁCULO DO AVIVAMENTO-USA disse...

Pr. Gesziel Paz do Senhor, saiba qu sou seu seguidor assim como o senhor é de CrISTO, agora em Myrtle Beach sinto saudades das aulas de teologia, das pregações e das cruzadas...mas sei que a luta continua sei que as almas continuam sendo salvas e essa geraçào sendo curada...que o Senhor abençoe toda sua casa..abraço na Pra Maura ..eu e minha familia amamos vocês....Deus tem sido FIEL!!!!
visite nosso blog:

http://tabernaculodoavivamentousa.blogspot.com/

é outro fruto do seu amor pelas almas na AMERICA...não sei se lembra...mas são resultados da sua atenção para com a minha pessoa em Boston e no Brasil(Cristo para os Povos)

TABERNÁCULO DO AVIVAMENTO-USA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Godói211 disse...

Dispensa qualquer comentário esta crônica.

Rara, extraordinária, admirável, notável e, ao mesmo tempo, comentários cauto!

Assim como o fato que a motivou, será indelevel!

Godói211 disse...

...Ah!

Lembrei-me da interessante mensagem que pregaste "Para onde foi a pricesa Diana?", isso no dia da morte da mesma...FICOU PARA A HISTÓRIA!

Pastor Cristian disse...

Paz do Senhor Jesu, pastor Geziel.
Gostei muito da materia. Um grande abraco.
pastor Cristian.
Danbury - CT