sábado, 20 de junho de 2009

DESDE O NORTE DO BRASIL

Este fim de semana (17-19/06) estive atendendo compromissos na região Sul do Estado do Pará, vem ao Norte de nosso querido Brasil.

A primeira consideração que faço é sobre a precariedade das rodovias no grande Estado paraense.

Trata-se de algo vergonhoso, humilhante e ridículo.

A população de um Estado tão rico como o Pará merece algo melhor.

São centenas de quilômetros de estrada ruim, com crateras, asfalto estragado, ausência de sinalização, margens fora do padrão e outras mazelas.

Gasta-se o dobro de tempo nas viagens quando se percorre trechos nessas fatídicas condições.

Embora se alardeie por aí que a razão desse estado de coisas esteja vinculada à falta de recursos do Poder Público, ao mesmo tempo são divulgadas pela Imprensa fabulosas doações oficias para fins estranhos ao preceito legal, tais como clubes carnavalescos e outros fins.
Por outro lado, ao longo das rodovias existem fazendas e fazendas que inúmeras pessoas declaram pertencer a políticos proeminentes, dos mais distintos escalões.

E assim caminha o Brasil, numa sucessão quase infinita de escândalos, os quais envolveriam pessoas dos três Poderes da República, segundo os órgãos de Imprensa.

***

A segunda consideração é altamente desconfortável também, mas no plano espiritual.

Um famoso pregador nacional recebeu um bilhete de passagem para viajar até a cidade onde deveria ministrar a santa Palavra de Deus.

Além disso, foi depositada em sua conta bancária uma generosa oferta, por antecipação à sua presença e participação no evento programa pela igreja local.

Chegado o dia, o eminente pregador não apareceu, não devolveu o dinheiro nem os bilhetes, não se comunicou com a liderança local da Igreja e ainda providenciou para que seu telefone fosse atendido como "fora de área", etc.

Como não foi a primeira vez que ouvi comentários desta natureza, decidi referir-me a esta escandalosa postura de homens que estão ocupando os púlpitos das nossas igrejas para ministrar a Palavra de Deus e não têm o menor escrúpulo ao agirem fraudulentamente, como no caso citado acima.

Isto não seria legalmente um roubo ou uma apropriação indébita?

Não está escrito na Santa Bíblia que ladrões e roubadores ficam do lado de fora?

Será que não basta explorarem as igrejas, cobrando cachês milionários?

Será que não é suficiente recolherem ofertas destinadas a "meus missionários", "minha obra social" e outras deslavadas mentiras?

Será que os pastores estão tomados de cegueira e não se apercebem de que estão sendo lesados?

No ano passado ouvi falar de um desses enganadores que se apropriou de passagem e dinheiro sem jamais oferecer qualquer explicação. Sabem qual foi o resultado? Este ano foi novamente convidado, para a mesma cidade.

Quando líderes são anestesiados pelo "carisma" de homens sem compostura fica entendido que muita coisa está fora do lugar. Parece que alguns consideram uma bênção serem lesados. Quem sabe estão pensando que "vale a pena sofrer por amor a Cristo".

Se a Obra de Deus descambar para o nível dos shows do mundo, nos quais o mais importante é a presença de artistas que garantem o público não temos mais o direito de continuar chamando essa Obra de Avivamento.

Segundo a Bíblia, a Igreja existe para outros propósitos, bem diferentes de alguns ajuntamentos tão em voga na atualidade.

Quais as vozes que se levantarão para clamar por mudanças?

Quem tem autoridade e coragem para persuadir aquele pregador a devolver o dinheiro e os bilhetes de passagem não utilizados?

***

Finalmente, com um profundo senso de gratidão registro a oportunidade recebida de Deus para ministrar a Palavra na noite deste sábado (20/06/09) por ocasião da festa comemorativa dos 98 anos da pujante Assembléia de Deus em Belém do Pará.

O estádio Mangueirão recebeu cerca de 45.000 pessoas que manifestaram publicamente sua fé, demonstraram sua vitalidade espiritual e provaram que continuam a ser uma Igreja viva, piedosa, entusiástica e missionária.

Parabéns ao Pastor Samuel Câmara, que está realizando um extraordinário trabalho de liderança à frente da Igreja-mãe no Brasil.

Quatro dias atrás, cerca de dois mil carros ocuparam em desfile as principais ruas de Belém, impactando aquela capital de maneira formidável e proclamando os princípios bíblicos, esposados desde o distante 1911: Jesus salva, cura, batiza com o Espírito Santo e voltará brevemente.

Toda glória seja para Jesus Cristo, hoje e eternamente.


 


 

7 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

SHALOM!

1. Amado Pr Geziel, meu desejo é que o Eterno continue a lhe usar como voz profética e apologética. Estamos cansados de tantas mentiras, enganos, e esquemas de pseudos-pregadores que estão preocupados apenas com a questão financeira, e não com as almas perdidas.

O apóstolo Paulo disse:

"Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a Palavra de Deus; antes, EM CRISTO é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do PRÓPRIO DEUS". II Co 2.17

um abraço do amigo, Marcello de Oliveira

P.s Visite:

http://davarelohim.blogspot.com/ e veja o texto:

A Pomba YONÁH - Cantares 2.14

Godói211 disse...

De fato...
não só as vergonhas estradas do Pará nos servem de motivo de repúdio à administração pública, mas muitas outras mazelas nos causam revolta que vai do Oiapoque ao Chuí...

Quanto aos impostores do evangelho..., infelizmente, quem tem alimentado estas atitudes são nossos líderes e alguns piedosos irmãos!

Nem nos negócios profissionais que costumo presenciar não há "apropriação indébita" (R$R$R$) sem uma reação jurídica para coibir e reaver!

Mas, se fizermos cada um o seu papel, mesmo que seja como "voz que clama em meio ao deserto", acredito em mudanças...

Fernando disse...

A paz do Senhor amado..

Graças a Deus que ainda há homens de Deus que conseguem ter as percepçao espirutual como o apostolo Paulo disse:

" E isto digo, conhecendo o tempo..." Rm.13:11

Felizes são os conhecedores da época.

Continue o Senhor, lhe dando saúde para espalhar brasas pelo mundo!

Pb.Fernando Cardoso - SP
IEAD Ministério de Perus

ana disse...

Enquanto houver a impunidade, haverá o descumprimento às leis. Enquanto houver um povo que teima em ser ingênuo, haverá golpistas. Enquanto houver igrejas que se deixam ser lesadas, haverá quem se aproveite disso. Infelizmente, há a figura jurídica do contrato que foi criado porque as pessoas não cumpriam mais suas palavras, e parece que isso contaminou o coração dos pastores pregadores de rosas, se não tem contrato não tenho obrigação de cumprir. Que Deus defenda sua igreja !

João Santana disse...

Ola Pastor, não encontrei os contatos aqui no seu blog, gostaria de manter contato para saber a disponibilidade para eventos. Aguardo com urgência. Deus abençoe. jao.santana@gmail.com


João

Assembléia de Deus - Nova Vida - CABO disse...

Querido Pastor Geziel, que Deus continue cada vez mais abençoando este ministério que lhe entregou em suas mãos, nós aqui da Assembléia de Deus Nova Vida em Pernambuco estamos precisando entrar em contato urgente com o sr. ou sua assessoria para agendá-lo aqui conosco , como faço para entrar en contato ?

Mar disse...

muito bom comentario Pr.Gesiel seja um João Batista nesse dias do fim estarei orando por voçe e sua esposa para sejam benção sempre na vida das pessoas