segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

PRAZO DE VALIDADE

Nos últimos tempos as pessoas têm se preocupado muito com as embalagens e as etiquetas dos produtos que adquirem nos estabelecimentos comerciais.

É que nelas aparece o prazo de validade de cada produto.

Depois das experiências de pessoas que adoeceram por haverem ingerido alimentos fora do prazo, e casos semelhantes, não somente a fiscalização se tornou rigorosa por parte do consumidor, como também do lado dos órgãos governamentais responsáveis.

Cada vez que uma fábrica ou laboratório completa a industrialização de um produto, fica estabelecido oficialmente o seu prazo de duração.

A Bíblia declara que as coisas naturais são sombra das espirituais.

No mundo espiritual não existem visivelmente etiquetas indicadoras do prazo de validade.

No entanto, o assunto merece algumas analogias.

Quando o pregador não se prepara para a entrega da mensagem de Deus aos seus ouvintes, ela costuma ser de curta duração.

Algumas mensagens já não são mais lembradas vinte e quatro horas depois de ouvidas. Assemelham-se a certos tipos de leite vendidos nos supermercados.

Não foi isto que aconteceu com o célebre sermão de Jonathan Edwards – PECADORES NAS MÃOS DE UM DEUS IRADO, que rompeu os séculos e não perdeu jamais a eficácia.

Quando cantamos ou ouvimos cantar o hino CASTELO FORTE nos damos conta de que seu prazo de validade aponta para séculos. Ele foi composto em 1529 e continua a emocionar e inspirar os que o ouvem.

Certos CDs vendidos na praça atualmente apresentam hinos que muitas vezes nem chegamos a ouvir por inteiro. Parecem indigestos. O prazo de validade não chega a cinco minutos.

Na maioria dos casos, são composições do autor. Trata-se, via de regra, de pessoas que trocam a humildade de depender de alguém que sabe, pela vaidade de fazer o que não sabem.

Nessa época contaminada pela síndrome de igrejas e ministérios de indivíduos, existem algumas, sem qualquer prazo de validade. Como resultado, jamais crescem. Quase vegetam, dir-se-ia.

Milhões de pessoas já leram o livro O PEREGRINO e foram profundamente edificados por ele.

Mas também sabemos de livros que tiveram apenas uma pequeníssima tiragem, que nunca foi vendida.

É uma questão de prazo de validade.

A Bíblia foi escrita com prazo de validade definido: PARA SEMPRE, Sl 119.89.

Quando Jesus ensinou a Oração Dominical deu-lhe um prazo de validade explícito: ela durará enquanto aqui na Terra estivermos.

Em Jo 17, na célebre Oração Sacerdotal, Jesus intercedeu pela Igreja de modo sublime efetivo.

Essa intercessão ainda hoje está produzindo efeitos no mundo espiritual. Que fantástico prazo de validade!

Existem coisas que aparecem e desaparecem.

Outras há que surgem e permanecem.

Algumas pessoas aceitam a Cristo no domingo e jamais regressam à Igreja. Decisões sem prazo de validade.

Outros, como Paulo, dizem com entusiasmo: "combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé".

Uma questão de prazo de validade.

O prazo de validade da fé, da esperança e do amor é muito extenso e foi definido pelo apóstolo Paulo com duas palavras: agora permanecem.

Isto posto, enquanto não ocorrer o arrebatamento coletivo da Igreja, teremos que conservar a fé, alegrar-nos na esperança e manter aquecido o amor.


 


 

11 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

I. Nobre Pr Geziel, mais um belo texto de sua destra pena. PErmita-me pegar o "link" da oração sacerdotal de Jesus em Jo 17. Há 1 semana atrás preguei sobre este texto, com o tema: A maior de todas as orações já feitas.

Após discorrer sobre exemplos notáveis de oração no A.T - oração de Moisés (Ex 32.32). A oração da dedicação do templo - IRs 8.22-53. A oração de Es 9, Ne 9,Dn 9 - o pedido fenomenal de Agur Pv 30 e tantas outras, como a oração de Paulo pelos efésios ( Ef 3.14-20),deixei 3 lições sobre a maior de todas as orações:

1) ela é maior por causa da pessoa que a proferiu. Esta pessoa é Jesus Cristo, o Filho de Deus. Ele não é somente o Filho de Deus, mas Deus, o Filho. Nenhum ser humano poderia afirmar que "saiu de Deus" ( Jo 17.8).

2) ela é a maior por causa da ocasião em que foi feita. "Um pequeno passo para um homem, mas um gigantesco salto para a humanidade". Se Neil Armstrong tivesse feito tal declaração enquanto jogava bola com seus vizinhos, ninguém teria prstado muito atenção a ele. Porém ele disse tal frase enquanto caminhava fora da espaçonave, como o primeiro homem a pisar na lua. A situação ajudou a dar peso às suas palavras. Aqui nesta oração, Jesus está se preparando para a cruz, para a agonia do Calvário. Isto faz desta oração, a maior de todas.

3) ela é a maior, por causa dos pedidos nela contidos. Ele orou por si próprio ( vs 1-5), pelos discipulos ( 6-19), orou pela seurança deles (6-12) pela santidade deles ( 13-19) e finalmente, orou por toda a igreja (20-26). Quatro palavras que atravessam os séculos e ainda fala nos dias atuais: Glória, segurança, santidade e unidade.

obrigado pelo carinho, o amigo -

Marcelo de Oliveira

Godói211 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Godói211 disse...

Como sobejou versículos bíblicos referente ao tema, permita-me citar alguém que não tem experimentado o que é "prazo de validade", falo de Carlos Drumond de Andrade, nascido em 1.902, este mineiro um dia poetizou sobre "o prazo de validade" quando em um de seus celébres poemas declamou: "Mas as coisas [...] muito mais que lindas, essas ficarão."

O que pode ser muito mais que lindo? Indagamos todos...

Permita Drumond que eu responda: SÃO AQUELAS COISAS QUE NÃO TÊM PRAZO DE VALIDADE!

Jorge Baptista, Sr. disse...

E' impossivel ler Gesiel Gomes sem se alegrar com a sapiencia divina com a qual o Senhor o dotou. Vale a pena continuar lendo... Parabens Pr. Gesiel!

ana disse...

Os de "validade vencida" deixaram a fé simplesmente esfriar. Seduzidos pelos apelos do "mundo", pela soberba da vida, pelos desejos da carne, muitos se afastaram da Escola Bíblica Dominical, dos cultos de Estudo da Palavra, das reuniões especiais – isso tudo, depois de pararem de ler a Palavra, de orar, de se humilhar e de buscar a face do Senhor.

Que Deus o abençõe meu pastor!

Annita disse...

Tremendo, Pastor! O seu blog é uma bênção e a sua pena, como a do salmista, é a de um destro escritor. Que deus o abençoe, SEMPRE.

Annita disse...

Parabéns, Pastor. O seu blog é uma bênção e está cada vez melhor. A sua pena, como a do Salmista, É a de um destro escritor.

beto disse...

bb

beto disse...

Ao querido pr.geziel gomes não sei se o senhor vai ler estas pequenas linhas mais ainda que não leia , tenho esperança que o senhor ainda vai profetizar sobre a minha vida uma unção sobrenatural não sei o que Deus vai fazer mais espero uma palavra do senhor

CARDOZINHO disse...

PR.GEZIEL GOMES ORE POR MIM,EU SOU D S.MATEUS DO MARANHÃO...PAZ DO SENHOR

CARDOZINHO disse...

ORE POR MIM SOU DE S.MATEUS DO MARANHÃO SOU DA IGREJA DO PASTOR OSWANILDO DE ALBUQUERQUE