sábado, 2 de junho de 2012

A PARABOLA DE UM DONO DA IGREJA



Rojelyo veio ao mundo de uma familia pobre, de habitos extremamente modestos,
Sua infancia se desenvolveu em um ambiente rodeado de simplicidade.
Era ainda uma crianca quando viu seu pai beber pela primeira vez.
Embora ja o visse fumar antes, foi grande o impacto de contemplar o
querido pai completamente bebado.
Na verdade o pai escondeu por muito tempo do filho esse miseravel
habito, ate que um dia o inusitado aconteceu.
Menos de uma decada depois, Rojelyo chorou inconsolavelmente quando
acompanhou o corpo do pai ate o cemiterio.
Ele estava se preparando para deixar a adolescencia e ingressar em
definitive na juventude, quando sentiu o peso do desafio sobre seus
frageis ombros.
***
A ausencia do pai no lar, a obrigacao de assegurar a quase totalidade
das despesas do lar e o debil relacionamento com a mae, sempre mais
apegada ao outro filho, dez anos mais jovem que ele o levaram a
caminhos inseguros e tortuosos.
Rogelyo comecou a fumar, depois a beber e, em seguida comecou
gradativamente a mergulhar no submundo das drogas.
Em virtude disso, perdeu o entusiasmo, a alegria e a persperctiva de
um futuro feliz, tanto para si quanto para os seus.
***
Em Sua infinita misericordia e Suas extraordinarias e graciosas
estrategias abencoadoras, Deus alcancou o jovem  e o salvou.
Foi, sem duvida, um extraordinario milagre, tal a deprimente situacao
em que chegou a se encontrar.
Sua salvacao foi comentada e comemorada nao apenas pela igreja, que
foi testemunha de sua decisao, mas principalmente pelos que seus
familiars e parentes, e por outros que o conheciam razoavelmente.
Os primeiros dias de fe desse jovem foram marcados pela gratidao a
Deus, pela dedicacao a Palavra e pelo desejo de crescer
espiritualmente.
***
A medida que se passavam os dias, Rogelyo foi sendo discipulado e nao
tardou a lhe surgirem oportunidades para um envolvimento na igreja.
Dotado de uma excelente diccao e uma apreciavel voz, comecou cantando
e sem que passasse muito tempo comecou a dar destemunho de Cristo em
reunioes particulares e publicas.
Era perceptivel em seus hinos e mensagens a manutencao daqueles tres
habitos que fizeram parte dos seus primeiros dias de fe: gratidao,
humildade e dedicacao.
Quatro anos depois, Rojelyo ja era um diacono.
Uma decada apos haver sido separado para o diaconato, foi ordenado ao
ministerio de evangelista e crescia sempre.
***
Quatro anos se passaram e chegou o dia em que foi solenemente foi
ordenado ao ministerio pastoral.
Antes de completer o Primeiro de ordenacao pastoral passou a drigir
uma igreja, depois outra e, finalmente, uma terceira.
Deus sempre o acompanhou e o protegeu. E no exercicio dos primeiros
anos de  pastorado, ele se manteve agradecido, humilde dedicado.
***
Passados aproximadamente vinte anos, o pastor Rogelyo comecou a
projetar sensiveis mudancas de postura, as quais se distanciavam
daquelas que mencionamos linhas atras.
A medida que crescia sua autoridade, que se via cercado de muitos
obreiros e que contemplava os muitos sucessos que marcavam seu
pastorado, tres situacoes passaram a ser verificadas em sua vida e seu
comportamento.
Ele cada vez menos agradecia a Deus as muitas vitorias de seu
ministerio; cada vez menos se apresentava arrogante diante dos
obreiros e da comunidade e cada vez parecia menos dedicado.
Embora sua imagem publica nao parecesse arranhada, os que o cercavam
sentiam profundamente o que estava ocorrendo.
***
Quando um pastor perde o senso de gratidao, o espirito de humildade e
o habito da genuine dedicacao (a Deus, a Palavra e ao Rebanho), ele
perde o apego aqueles que Deus lhe entregou para cuidar.
Esquecido de onde veio e de tudo quanto Deus fez por si no momento de
extrema miseria, passa a sentir-se o dono da igreja, e
imperceptivelmente comeca a acontecer um declinio na vida do povo de
Deus.
Certo dia, um obreiro local foi convidado a participar de uma reuniao
emu ma outra igreja. Igreja seria, pastor respeitavel e oportunidade
singular.
Quando o pastor Rojelyo soube desse convite, chamou o obreiro ao seu
gabinete e o repreendeu asperamente, declarando em tom arrogante e
ameacador: se voce comparecer aquela reuniao, considere-se excluido.
So quem esqueceu o seu passado e que despreza o future das outras pessoas.
***
Milhares de pessoas estao sendo excluidas das igrejas por motivos os
mais futeis e insignificantes.
Em muitas regioes deste nosso grande Pais pessoas que roubam, bebem e
defraudam estao nos pulpitos, por serem fortes contribuintes. E irmaos
que foram assistir uma Cruzada Evangelistica com um obreiro de outro
Ministerio estao sendo excluidos.
Precisamos de um grande Reavivamento. Precisamos de um poderoso sopro
do Espirito sobre os pastores para que deixem de ser DONOS e voltem a
ser SERVOS do Rebanho.
O verdadeiro dono (Senhor) da Igreja deve estar muito triste com os
gerentes que ele designou poara cuidarem de Suas ovelhas e agora se
tornam ditadores espirituais.
A maior gloria do ministerio cristao nao consiste em excluir, mas em
reconciliar.
Nao somente os crentes em geral comparecerao ao Tribunal de Cristo,
mas tambem os pastores. Embora nenhum seja pastor no Ceu, mas todos
prestarao contas do tempo em que foram pastores na Terra.

Deus tire de nos as folhas de figueira do dominio sobre a igreja e nos
conceda as tunicas de peles de verdadeiro pastor.
As pedras do alforge do pastor Davi nao serivram para matar suas
ovelhas, senao Golias e seus asseclas. Davi nunca excluiu os seus
companheiros. Pelo contrario, sempre os ajudou e lhes deu oportunidade
para uma profunda e verdadeira restauracao.
O nome Rojelyo, claro, e ficcao, mas qualquer um de nos conhece um
varios rojelyos pelo mundo afora.
Livre o Senhor o Seu povo dos falsos donos e lhe conceda pastores que
apascentem o Seu Rebanho, como representantes, chamados, enviados e
confirmados por Ele.

10 comentários:

Dulce Regina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dulce Regina disse...

A paz amado de Deus.Identifiquei-me com essa postagem.Antes meu pastor dizia que era conservo dos membros e servo de Deus.Enviava-me mensagens de encorajamento.Hoje nem lembra que existo.Pq fui ingênua relatando meu passado para que pudessem ajudar-me. Faz três meses e ninguém chamou-me para conversar e nada de cura espiritual,nem interior. Quero ser mais ativa na obra de Deus e sinto que algo me impede. Mas que tola, Jesus já jogou no mar do esquecimento o meu passado quando o aceitei e confessei meus pecados,pq fui relatar minha vida ao homem. "Tolo é o homem que confia no homem"Fui tola,mas sei que no dia do juízo essa ajuda negada será cobrada.Mas, tb espero que tenham o bom senso de manter reservado o que diz respeito de minha vida particular. A igreja é de Deus. E os pastores e evangelistas, etc... que pensam que podem fazer a obra de Deus relaxadamente, cairão. Porque o nosso Deus veio para os pequeninos,para os cativos, para os doentes e oprimidos.Veio para destruir a obra de satanás e muitas igrejas estão trabalhando para a honra de satanás e não de Deus.Por isso o Espírito Santo ausentou-se de muitas delas. bem, não vou prolongar-me. A paz do Senhor Jesus.

2 de junho de 2012 20:13

Marcelo Barboza disse...

Mesmo sem dar nomes essa Parábola uma mensagem muito direta aqueles que equivocadamente lidam com o divino como tendo domínio.

Por que tais reações?
De que tem medo esses ditos Líderes?

Chega ser um paradoxo considerar que líderes não confiem em suas lideranças, ao ponto de necessitarem de expedientes tão primitivos como abuso de poder.

Ainda há ovelhas também que se sentem muito bem nestes ambientes de proibições desmedidas, sem base na Bíblia e no bom senso.

É muito mais fácil proibir do que ensinar, Jesus nosso exemplo máximo foi um líder de poucas proibições e muitos ensinamentos. Com o ensino deixamos de ser vaquinhas de presépio e nos tornamos em ovelhas com senso de direção.

Unknown disse...

concordo com este artigo , muitas igrejas tem donos que pensam que a autoridade deles é inquestionável, esqueceram que Deus destituiu o rei Saul por este achar que podia manipular todos e tudo ão seu redor.
teve um fim trágico,com Deus não se brinca, ele é o verdadeiro dono da igreja,e a sua glória ele não reparte com ninguém.
que Deus tenha misericórdia dos Rojeleios que estão no tronos aqui da terra.

Ruth Menegone disse...

A paz do Senhor Jesus Àquele Que É o Único Dono da Igreja, Cabeça do corpo que é a Igreja.
Fico pensando que aqueles que se acham dono da Igreja, mesmo sabendo que não são, agem dessa forma por insegurança, medo, ciúmes,falta de humildade e isto se resume em falta de fé Naquele que os Chamou.
Mas como mencionou nosso amado pastor Gesiel Nunes Gomes vamos orar para que o Senhor Nosso Deus e Nosso Pai venha enviar o Avivamento Na vida destes que agem desta forma.
Na verdade o Pastor não pode conduzir o Rebanho com ganância nem como tendo domínio sobre aqueles que Cristo Jesus deu sua vida.
Que o Espírito Santo possa convencer os tais que assim procedem para que eles venham mudar de atitude antes que seja tirado deles o seu lugar o seu Castiçal. Porque a Igreja é a Noiva amada do Cordeiro e Ele zela por ela! Oremos para um despertamento na vida daqueles que se jugam "donos da Igreja". Deus abençoe o Pastor Gesíel Gomes e continue usando-o com estas palavras de despertamento para o bem estar da amada Igreja de CRISTO que ainda está nesta terra.

Ruth Menegone disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pb. Glauko Santos disse...

É profundamente lamentável que ainda em nossos dias de pessoas tão bem esclarecidas e com a facilidade de acesso a informações, haja gente pensando seja "dona de igreja". MAS INFELIZMENTE PARA LAMENTO NOSSO E PARA A VERGONHA DESSA GENTE QUE SE FAZ DE "DONOS DE IGREJA" NO NOSSO BRASIL.

Mas as coisas estão em rumo de sérias mudanças fatais nos anos que estão por vir. Daqui mais alguns anos, o número dessa gente irá diminuir consideravelmente. O tempo dos "Rojelyos" vai ser findo nesta pátria, os "pacotes" ocultos e os "presentes" surpresas ainda estão sendo abertos no Brasil, e vão calar ou destronar Rojelyos, Rojeleões e Rojelynhos.

É profundamente lamentável.

Cleusa Souza Klein disse...

Cheguei até aqui, gostei e fiquei. O meu desejo é que estejas gozando das bênçãos de Deus para sua vida.
Abraços fraternos

J.SANTOSBlogger disse...

A vitória é nossa pelo sangue de Jesus.Paz do Senhor Apóstolo Geziel.
Infelizmente este tipo ainda existe aqui no Nordeste.

Flávio da Cunha Guimarães disse...

Pr Geziel, excelente post, parabéns e que o Senhor o abençoe em sua jornada ministerial. Um abraço em Cristo.