segunda-feira, 13 de junho de 2011

VOCÊ ESTÁ REALMENTE SALVO?


Esta pergunta não pode ser deixada de lado, por parecer pouco importante.
Algumas pessoas pensam que estão salvas, pelo fato de frequentarem igrejas, assistirem cultos e até contribuirem ocasionalmente. Trata-se de perigosa ilusão. A salvação não se limita à presença física da pessoa nas reuniões da Igreja; ela resulta de “crer no Senhor Jesus Cristo”, At 16.25.
Existem aqueles que acham que estão salvos, visto serem filhos ou netos de crentes, alguns até de pastores e missionários. Mas a salvação não é uma herança de família. É uma experiência individual.
Outros se sentem quase salvos, pois já sabem muitos hinos e já tiveram algumas orações respondidas, etc. A salvação, porém, está muito além de sentimentos. Ela é uma plena certeza da posse da vida eterna, concedida pelo Pai através do sacrifício do Filho, Jo 3.16.
Você, caro leitor, está realmente salvo?
Para ser salvo é indispensável o arrependimento e a conversão, segundo o estabelecido em Atos 3.19.
Somente se é salvo pela graça de Deus, quando aplicada à nossa vida para que experimentemos o novo nascimento, também chamado de lavagem da regeneração, Jo 3.3-5; Tt 3.5.
Existem mais de 600 denominações religiosas atuantes no mundo, mas nenhuma delas produz salvação.
Existem milhares e milhares de igrejas, espalhadas por toda parte, mas nem uma só delas confere o direito e a experiência de salvação.
Os muitos grupos religiosos freqüentemente causam grande confusão em não poucas pessoas, as quais desejam saber onde está a verdade a respeito da salvação de uma pessoa.
A verdade sobre a salvação está com Deus e Ele a revela em Sua Palavra, a Bíblia Sagrada.
Será impossível encontrar a salvação em uma comunidade edificada sobre princípios heréticos e falsas doutrinas. A salvação está onde a Bíblia é pregada em verdade, com seriedade e transparência.
Nenhum livro substitui a Bíblia nos assuntos de salvação. Ela ensina que o único Salvador é Cristo (At 4.12), por ser Ele o Cainho, a Verdade e a Vida, Jo 14.6.
A pessoa salva é cheia de alegria, esperança e fé e não teme a morte nem o juízo, dois fatos e eventos que não podem ser anulados. Todos os que nascem terão que morrer e todos os que morrerem irão a julgamento, Hb 9.27. Os salvos não temem isto, Rm 8.1.
Não podemos cometer o erro de pensar que a salvação também está onde o que se ensina parece certo, muito menos permitir que o nosso coração defina nossa legítima condição espiritual.
Salvação não depende apenas de sentirmos em nosso coração que somos salvos, e sim de SABERMOS que Cristo nos salvou.
A Bíblia diz que  "há um caminho que parece direito ao homem , mas seu fim é o caminho da morte ", Pv 14.12.
Nossos sentimentos não são suficientes. Precisamos da certeza do Espírito dentro de nosso espírito de que realmente estamos salvos.
Precisamos entregar nossa vida completamente aos cuidados de Deus e especialmente devemos permitir que Ele salve nossa alma, pois Jesus perguntou:"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?"Mt 16.26.  
Nossa alma é a parte de nós que vai continuar a viver para sempre, por toda a eternidade. Não podemos nos dar ao luxo de perdê-la, deixando de receber a salvação que Cristo oferece.
Volto a lhe fazer a pergunta inicial: Você tem certeza de sua salvação?

Nenhum comentário: